domingo, 13 de maio de 2012

Bastianinha

Minha homenagem,  neste final do DIA DAS MÂES,'a Bastianinha,figura exemplar de mulher que viveu em Campos do Jordão!
Bastianinha era uma figura miúda,eletrica,falava tão depressa que poucas pessoas a entendiam (só mesmo as que conviviam com ela). Corria daqui pra lá,de lá pra cá sempre numa frenética arrumação da casa...
Ela tinha um marido a quem idolatrava,amava com paixão desmedida e um único filho que era a razão de sua vida. Como prova desse amor indescritível,Bastianinha,lavava com sabonete as camisas do marido e do filho,engomava e passava com ferro de brasa,hoje objeto de museu. Trazia toda a roupa deles impecável,fazia todo dia o almôço e jantar para que eles não comessem 'comida requentada'e limpava a casa,deixando-a 'um brinco'!
Um dia ,Bastianinha,foi embora deste mundo,sem aviso prévio,mansamente,exatamente como viveu toda sua vida...sem ser sequer notada,pedindo desculpas 'pelo ar que respirara'.
O que aconteceu uma semana depois de sua morte?
Seu amado marido colocou outra espôsa em seu lugar...e a vida continuou a mesma...tranquila...lânguida... e acho que Bastianinha continuou viva apenas em minha lembrança!Inté!

5 comentários:

  1. Gente, com UMA semana? Mas que safado! hunfs

    ResponderExcluir
  2. Achei um pouco triste, mas não deixa de ter aí uma das grandes belezas da vida. Ela continua, mesmo que alguns pedaços fiquem pelo caminho. Um brinde à Bastianinha!

    ResponderExcluir
  3. nossa, não passou nem uma semana! mas duvido que a nova esposa tenha sido uma Bastianinha... duvido.

    bom dia pra vc, querida Cirlei.

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca ouvi falar da Bastianinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. È só perguntar pra sua prima sobre a Bastianinha.Vc nem sonhava em nascer quando ela viveu a vidinha pacata dela!

      Excluir