terça-feira, 17 de julho de 2012

OLENKA

Conheci Olenka por acaso,num desses acasos inexplicáveis! Desde que a conheci me apaixonei por ela,uma jovem senhora de 78 anos! Um olhar sorridente,um rosto meigo e feliz!
Ontem eu disse para uma amiga nossa,a BETE,que eu amava Olenka de paixão,ela estava conosco como toda segunda e quarta feiras,ela sorrindo disse:e eu gosto muito dela (referindo-se a mim).Eu e Bete explicamos para ela que selecionamos muito as pessoas que merecem nosso afeto e ela,bonachona,responde eu gosto de todo mundo!
Ela tem muitos afilhados de batismo,de crisma,de primeira comunhão,de casamento então nem se fala!Isso apenas reforça a imagem que ela nos transmite de bondade,de afeto...
Dia a dia ela me conta com simplicidade passagens de sua vida,sempre modesta,sempre autêntica!Conseguiriamos facilmente escrever um livro interessante com sua história de vida!O destino a levou por caminhos nunca sonhados por ela...e sempre com a mesma tranquilidade,o mesmo sorriso ela continua vivendo o seu pacato dia a dia.Sem grandes sonhos...sem grandes esperanças!
Por conta desse mesmo acaso,descobrimos que conhecemos uma amiga comum,de uma pequena cidade do interior.
Olenka me lembra fisicamente a Mãma,minha avó materna,uma mulher forte,descendente de italianos que povoou com carinhos minha infância.
O que será que nos leva a gostar gratuitamente de uma pessoa que mal conhecemos? Por que esse afeto que nos liga tão espontaneamente?
Os espíritas explicariam que tivemos ligações em vidas passadas...eu prefiro arriscar que a semelhança física com minha avó  e a bondade que transparece em seu olhar me fêz aproximar e amar Olenka!
Toda a felicidade do mundo para voce,minha amiga! Beijos.Inté!

segunda-feira, 2 de julho de 2012

É natal???

Hoje ganhei uma caixa cheiinha de presentes...tem presentes de todo jeito...desde sapinhos para a minha coleção a chás,muitos chás,além de muitas outras coisas...E eu? Eu como uma criança abrindo os presentes de natal,abro um a um na maior emoção...delicia!
Todo natal que passei com minha filha e as meninas sempre providenciei muitos presentes...tinha uma lista com os presentes escolhidos (eu pedia uma lista dizendo que iria escolher um apenas ,mas sempre vieram todos)e alguns outros da minha própria lista...kkk
A euforia do momento da abertura ,consegui reproduzir hoje com minha caixa cor de abóbora...
Obrigada filha pelos muitos presentes...cada um tem o seu carinho...cada um tem a minha cara...vou passar horas olhando um por um...tomando um chá! Inté!

sábado, 30 de junho de 2012

Viagem da filha...

Desde muito ando acostumada com as viagens da minha familia...quase sempre todos juntos... D. Inaie já foi para as Canarias sózinha...algumas outras 'a trabalho...mas desta vez estou muito aflita! Ásia...sózinha...não sabe a língua dos países e poucos falam inglês por lá...Testar limites sempre foi escolha dela (e minha também,diga-se de passagem).
Fabio a está incentivando? Pra mim isso não é novidade..os dois sempre ME incentivavam a viajar sózinha...pela Australia,pela Nova Zelandia eu fui bem..mas quando insistiram p eu ficar uns dias em Paris numa escala,
 quando eu voltava para o Brasil..não houve quem me convencesse...fiquei dezessete horas no aeroporto ,mas não arredei pé!!!Não era o meu momento! No ano seguinte fiz uma escala em Santiago e fiquei uma semana sózinha lá! Delicia das delicias! Gostei tanto que me arrisquei com uma amiga,para uma viagem 'a Paris! Nem eu nem ela falamos nem frances,nem inglês e não fomos numa excursão,fomos sózinhas e foi tudo perfeito! Com direito até a uma escala em Lisboa,numa rápida passagem que deixou o gôsto de quero mais!!! Ainda quero voltar 'a França ...Paris e o interior da França...quem sabe...
Inaie é atirada,teimosa,tem sonhos que eu não consigo imaginar ...e lá vai ela rumo 'a mais uma aventura...que seja muito feliz e que não tenhamos nenhum sobressalto como no Egito ...
BOA VIAGEM,FILHA! INTÈ!                                                                                               

quarta-feira, 27 de junho de 2012

FESTAS JUNINAS

se Antigamente as familias comemoravam as festas juninas por pura devoção aos santos. Elas providenciavam as festas,arcavam com as despezas e convidavam os vizinhos para se divertirem e rezarem com elas.
Hoje as festas juninas tomaram um cunho comercial...escolas,agremiações,igrejas católicas,sociedades de bairros promovem as festas visando angrariar fundos para esta ou aquela obra.Acabou-se a espontaneidade,a confraternização,a religiosidade.


.                       

Será que alguma criança das nossas cidades presenciaram o ritual dos mastros com Santo Antonio, São João, e São Pedro ?
Poucas festas ainda guardam a tradição da fogueira e quadrilha.
Hoje temos a comercialização dos festejos juninos que se estendem pelo mês de julho e se chamam festas julinas.
Pelo menos a tradição se preserva ,embora modificada.


Viva Santo Antonio! Viva São João! Viva São Pedro!  INTÈ!

domingo, 24 de junho de 2012

Vô Dito!

Eu tinha dez anos e brincava com meus vizinhos,o Luizinho,a Lide e a Lucia,a caçulinha!Eu era madrinha de primeira comunhão dela e muito me orgulhava disso!Eu a defendia de todos.
O vô Dito na verdade era vô deles,mas eu o adotei como meu também.Ele trabalhava numa cidade vizinha, onde ficava a semana inteira. Só voltava para casa nos fins de semana.Lá pelas seis da tarde,nós quatro íamos em direção 'a estrada e viamos o vô Dito com sua malinha que chegava com a 'jardineira do seu Ézio",um onibus velho que atendia toda a região.
Corríamos para ele gritando:Bença,vô Dito! Bença! E ele sorrindo nos respondia: Bençõe! Bençõe!
E voltavamos para casa saltitando em volta dele,felizes! Isso durou muitos anos.
Mudei de cidade,casei...um dia vou visitar vô Dito que estava acamado e no finzinho da vida.
Olhando para aquele homem que já não lembrava o da minha infância,digo: Bença ,vô Dito! E ele com os olhinhos sorridentes responde: Bençõe!.Ele me reconhecera! E eu emocionada pergunto: voce sabe quem eu sou,vô? e ele com um sinal afirmativo de cabeça e um sorriso fala com um fio de voz :Cirlei! Lágrimas correm pelo meu rosto..E ainda hoje sinto saudades do "bençõe"!
Sua benção,vô Dito! E lá no fundo da minha memória escuto: Bençõe!

sexta-feira, 22 de junho de 2012

De volta 'as origens!

Como a vida é interessante!Sonhamos...fazemos planos...alguns se realizam outros não...quando se realizam,partimos para novos...mas 'as vêzes o DESTINO nos leva por caminhos nunca imaginados!
E por esses caminhos acabamos chegando ao local de partida!
Muitas vêzes reencontramos pessoas em situações inversas 'a aquela quando a conhecemos.E algumas vêzes até levamos uma lição inesquecível,que pode nos mostrar como fomos infelizes ao tomarmos certas atitudes. Naquele momento estavamos certos que essa era a melhor atitude ao ser tomada...depois vemos que poderíamos ter agido de forma menos radical.
Quando esse mesmo DESTINO nos leva para cidades onde já vivemos,algumas pessoas nos serão apresentadas,outras já nossas velhas conhecidas,mas o momento é outro e o comportamento também.
'As vêzes detestamos a cidade onde estamos morando e,quando mudamos para outra,bate uma saudade...até do barulho das maritacas que tanto detestávamos!
Esse POÇO DOS DESEJOS fica no aeroporto da Nova Zelandia,quantas vêzes joguei moedinhas pedindo para voltar...sempre fui atentida,mas de uns tempos para cá,o poço está surdo! Deve ter se esquecido dos meus pedidos!Este post é um lembrete para ele:continuo esperando que aquele velho pedido seja atendido!Inté!

terça-feira, 19 de junho de 2012

Amantikir

Fomos para Campos do Jordão...lindas paisagens...doces recordações da minha infância...
Eu queria conhecer um lugar chamado AMANTIKIR...montanha que chora ,em tupi guarani.
Um lugar aprazivel onde se chega por uma sinuosa estradinha lá na SERRA da MANTIQUEIRA.
Caminhamos algumas horas por lá,o jardim ainda estava sendo construido...tudo majestoso,com gosto de quero voltar!Quem sabe...
Gostei tanto do lugar que escolhi esse nome para o meu blog! Alguns lugares nos encantam de tal forma que ficam impressas para sempre em nossas mentes...Não sei qual a relação que isso tem com memórias passadas,com vínculos afetivos,com recordações...enfim...tudo que sei é que adorei este pedacinho de Campos do Jordão! Inté!

sábado, 16 de junho de 2012

Este é o meu país!

Hoje conheci uma mulher registrando seu filhinho...lindo...recem nascido. Falamos muito pouco.
Ela contou que ja tem uma filhinha,que o marido foi embora e que ela por oito meses foi ao médico tratar de um mioma. Este mioma era um bebezinho! Gerado nas trompas ela sentiu dores horríveis durante toda a gravidez e com nove meses,quando soube, levou um susto!Que médico é esse que não percebeu que ela estava grávida durante oito meses?Que país é este meu que permite uma coisa dessas? E o parto foi normal!E com sete dias essa mulher forte estava lá registrando seu filhinho!
Felicidades ao bebê e  muita força 'a corajosa mamãe! Inté!

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Dubai


Que linda experiência esse povo está tendo! Olha o luxo e requinte da casa!Espero que a cada nova experiência que as meninas tenham consiga fazê-las uma pessoinha melhor,com uma visão de mundo diferente da que eu tenho e,principalmente daquela que o Pai Chico,meu avô e tataravô delas tinha! Fico imaginando o susto que ele levaria se as visse falar uma lingua diferente que ele não consegue entender e também ouvisse as outras tataranetas que vivem no Japão e Portugal,e  que igualmente são suas tataranetas...Temos o Laito,um japonesinho lindo que pertence 'a quinta geração,que pouco conhecerá da nossa cultura!Já a portuguesinha ele conseguiria entender, apesar do sotaque e,esta ainda manterá viva um pouco das nossas tradições porque  nos visitam com frequência! O que eu gostaria? È que todo esse povo que se julga" cidadão do mundo",volte para o BRASIL e volte a ser simplesmente BRASILEIRO!

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Recordações

Minha casa é um caos!Algumas vêzes tento organizá-la,mas nunca consigo! Como tenho uma desorganização interior, ela se reflete na minha vida.
Ando com a síndrome de organização...começo num quarto...em poucas horas estou com toda a casa bagunçada,tudo fora do lugar,digo,esconderijo,e eu sem coragem para jogar qualquer coisa fora (tenho TOC),depois de algum tempo escondo tudo outra vez e a bagunça continua...
Mas o que eu queria contar é q agora estou tentando organizar as milhares de fotos que tenho...ao invés disso me perco em recordações...dificil classificá-las por data ou assunto...acabo jogando uma coisinha aqui,outra ali...catálogos das viagens,postais...nem pensar em jogar...é como se mantendo-os comigo a imagem dos lugares ficam vivos e a vontade de voltar um dia se torna esperança! Inté!

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Fabio e Inaie

Na Australia o que me traz uma doce recordação é a Praia dos Cangurus...eles viviam soltos 'a beira mar...dóceis e selvagens ao mesmo tempo...um deles roubou o lanche da Anita,que assustada chorou...Eram mansinhos...comiam nas nossas mãos,deixavam ser acariciados...vimos bebes cangurus nas bolsas de suas mães e,claro,tiramos muitas fotos!
Devo ao meu genro preferido,o Fabio,a oportunidade de ter feito muitos passeios na Australia,Nova Zelandia e Dubai. Mesmo cansado,e por insistência de minha filha,a Inaie,todo fim de semana íamos passear..as vêzes o passeio era curto,outros eram fins de semanas prolongados...Ora íamos ver as baleias,ora museus,principalmente de guerra,que Fabio adora.No inverno íamos para a neve,ele,pacientemente puxava as meninas num trenó pela neve,depois subiam ao topo para nova aventura,até Fabio se cansar porque as meninas nunca se cansavam!Enquanto isso Inaie,Nalu e eu tínhamos aulas de ski...Nalu e Inaie aprenderam...eu? Nem com todo o empenho do professor!As meninas também iam na escolinha para as crianças e fizeram bonito!Os passeios 'a beira eram os que eu mais gostava,mesmo com um vento gelado e implacável!
Obrigada Fabio e Inaie pelos bons momentos que me proporcionaram! Quero outros!!! Inté!

Circo de Cavalinhos

Quando eu nasci,meu avô,o Pai Chico,como é chamado até hoje,já havia falecido.Era   um fazendeiro respeitado  na região,politico, ferrenho partidário da UDN,foi vereador de Lindóia,só andava em cavalos de raça,imponentes,azaejados com aderêços de prata,sua vontade em casa ,era lei!
Quando agonizava em casa,seu adversário politico,o Humberto Amaral,festejava feliz a vitória do partido dele,soltando rojões sobre nossa casa.Esse fato magoou tanto nossa familia que sempre continuamos adversários politicos deste senhor e sua familia!
Meu avô era negociante,trocava uma mula por uma casa,um porco por um arreio e por aí vai...Um belo dia ele aparece em casa com ..."um circo de cavalinhos"!Trocara por uma junta de bois...aiaiai...
Só que ele não contara com a reação da Mãma,minha avó,matriarca da familia,que não gostou nada da troca e foi logo dizendo:Chico,o que voce vai fazer? Pretende sair "pelo mundo" com esse circo de cavalinhos? Era só o que me faltava!
Bom,a verdade é que o "todo poderoso" senhor CHICO RODRIGUES,se curvou 'a vontade da mulher e,uma semana depois se livrara do tal circo,e esse episódio ficou como tabu na familia.Acredito que bem poucos da minha geração se lembram de ter ouvido contar essa façanha do Pai Chico! E assim,eu deixei de pertencer 'a uma familia de mambembes que percorreria o país,sobrevivendo da venda de ingressos para um carrossel, em festas populares!Inté!

domingo, 10 de junho de 2012

O Circo



Eu tinha oito anos.Morava numa pequena cidade do interior de São Paulo.Um mês gelado,desses que a gente sente o frio 'nos ossos',quando a geada cobre tudo pela manhã. Minha tia Maria tricotara uma blusa de lã para mim,azul clara e um par de luvas...Eu estava exultante! Onde eu iria exibir minha roupa nova? Ah! chegara 'a cidade um circo! Pronto era lá que iríamos!Pipocas,guardachuvas de puxa puxa,amendoins...Da arquibancada assistíamos encantadas...Palhaços,equilibristas,engolidores de fogo,bailarinas...tudo era novidade e encantamento...No dia seguinte? Toda meninada amanhecia brincando de 'circo'! Eramos artistas! Improvisavamos um circo,cobravamos ingressos que eram palitos de fósforos! Uma lata e uma tábua sobre ela nos transformava em equilibristas! Uma bola nos ajudava a equilibrar...As fantasias de carnavais passados compunham nossos guarda roupas que ajudavam a criar os personagens...Minha amiga Salete doou todas as suas fantasias para o circo que visitava nossa cidade e,inveja das invejas,ganhou o privilégio de entrar gratuitamente em todos os espetáculos e...podia sentar nas cadeiras reservadas para a elite da cidade!Muitos dias após o circo ter ido embora  nós ainda viviamos a magia que os espetáculos circenses tinham nos deixado! Ainda hoje adoro circo e aquelas noites fantáticas ainda povoam meu imaginário!Inté!

terça-feira, 5 de junho de 2012

Inaie

Tenho uma convivência relativamente longa com Inaie,minha filha.Mas não é que embora tenhamos vivenciado os mesmos momentos,muitas vêzes,o que restaram de memórias desses momentos são fatos completamente divergentes!! Eu chamo a isso memória seletiva.Fatos importantes para mim não o são para ela e nossas memórias só registraram o que lhes convem!
Um exemplo? Estavamos no mesmo passeio no deserto,ela só se lembra quando ARMED e MERRINHO viraram o 4x4 e realmente o passeio acabou aí,mas eu não me lembro de ter ido ao hospital...Como nossas mentes são instigantes e capazes de subtrair muitas informações...
Eu não me lembro de alguns fatos q ela relata e assim vamos vivendo..Inté!

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Emirados Árabes

Olhando meus albuns achei esta foto do deserto. Me lembrei  quando  Jamile,nossa amiga brasileira,e seu marido árabe nos levaram para passar um dia no deserto!Experiência inesquecível!
Jamile estendeu uma toalha na areia,colocou comidinhas que trouxe de casa,sucos e refrigerantes. As crianças,nossas e deles,corriam pelas dunas,andavam de 4x4,um 'brinquedinho' que os filhos deles tinham,nunca discutiam ou brigavam.Lá pelas tantas,as crianças ,o marido de Jamile e...advinhem...eu fomos colher uma plantinha que existe no deserto e que os árabes usam para fazer salada! Não sei ao certo,mas com certeza,devo ter colhido muito 'matinho' ao invés da tal plantinha,pois para mim eram todas identicas!As crianças árabes colhiam as plantinhas com muita rapidez e eu,abismada em ver como o homem,mesmo numa área hostil, conseguiu encontrar uma planta comestível naquele mundaréu de areia!Foi um dia inesquecível! Obrigada Jamile e Hassan! Obrigada por ter nos proporcionado momentos tão agradáveis enquanto estivemos em Dubai! Pudemos conhecer de perto o dia a dia de uma familia árabe.Fomos convidadas para um casamento árabe e passeamos por Sharjah e Dubai em locais que com certeza os turistas não costumam ir.Inté!

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Por que será?

Existem pessoas que mesmo vivendo muito distante da gente conseguem manter um estreito vínculo conosco. Não importa a nacionalidade ou a distãncia.Elas existem e nos fazem felizes.Há uma sincronia de sentimentos e pensamentos que nos ligam sem que para isso a gente precise fazer qualquer esfôrço.Estão lá e pronto!
Algumas dessas pessoas se perderam no tempo...a Gladys,uma uruguaia que conheci quando morei em São Vicente,ela tinha uma filhinha linda e era mulher de um jogador de futebol...a Gisela,uma angolana que estudou comigo na PUCC...a Hong que conheci na NZ...a Olenka,descendente de italianos e sempre de bom humor! Enfim essas pessoas passaram pela minha vida e,gratuitamente me identifiquei com elas.
Há um entrosamento de sentimentos e opiniões que nos unem.Mas existem outras que é quase impossivel qualquer comunicação.Um exemplo é a Juliana ,fisioterapeuta e não há a menor chance da gente se entender...nem pelo olhar! Ela foi trabalhar em outro local,reencontrei com ela lá...aiaiai sorrisos forçados quando nos cumprimentamos...e pior,ela me chama de CIRLENE!Há uma aversão recíproca e sem nenhuma justificativa!
Como não tenho crenças fica dificil eu aceitar qualquer justificativa em vidas passadas...mas que eu gostaria de entender isso eu gostaria!Inté!

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Musicas


Tem muitas músicas que eu gosto. Algumas gosto por gostar...outras gosto porque me lembram alguma fase da minha vida e outras apenas pelo rítmo delas.Escolhi esta,timidamente,apenas para aprender a postar. Tem dias que amanheço nostálgica,com saudades de mim...então,algumas musicas me ajudam a 'curtir' esse momento...Evinha,uma cantora que fazia parte do TRIO ESPERANÇA tem uma música que eu amo:Casaco Marrom,ouço,torno a ouvir e nunca me canso...certamente me identifico com a música tamanho o apêgo que tenho por ela.Tenho uma lista infindável de músicas que me recordam bons momentos ou são um grito de renovação como esta da EVINHA..."vou vestir de novo meu casaco marrom..." Inté a volta!

Bastião

Ele tem mais de setenta anos,é forte "como um touro",nunca fica doente,não toma remédios.Quando precisa toma cházinhos milagrosos para gripe ou outra mazela qualquer.
Trabalhou a vida inteira,como colono, para a familia do meu cunhado,nunca se casou. Mora na casa deste meu cunhado,ajudou a criar os quatro filhos dele,e hoje traz para 'os netos' guloseimas e brinquedinhos que são a alegria da criançada.Quando jovem, sempre que voltava da cidade para o sitio, trazia doces e brinquedinhos para as crianças,inclusive para minha filha,quando ela estava por lá!Guaraná do Indio,quindins,cocadas de fita,doce de abóbora,bolacha de cavalinho,pudins,guardachuvinha de caramelo,queijadinha...ah quantas delicias que faziam a festa da meninada!
Hoje as crianças cresceram,casaram e tiveram filhos.Bastião trata deles com o mesmo carinho que tratava dos pais.E todos tratam com amor e carinho o Bastião que não é um agregado e sim um membro da familia! Também pudera após tantos anos de dedicação!Fazem festa de aniversário para ele e ,como sei que ele adora tirar fotografias, resolvi colocar esta como homenagem e para que voces o conheçam.Eu sei que ele também gosta de mim e eu tenho um carinho especial por ele.Sempre 'proseamos' e ele me conta do seu passado e as histórias do nosso folclore,que eu adoro,e nas quais ele acredita! Já viu o saci pererê,a mula sem cabeça e outros personagens lendários que eu gostaria também de ter visto! Felicidades Bastão e muitos anos de vida! Inté!

domingo, 27 de maio de 2012

FAZENDINHA!

Da ultima vez que as meninas estiveram aqui fomos ,como de rotina,"almoçar" no Mcdonde.Hamburguers,batatas fritas,nuggets,coca colas e sorvetes!Tudo muito saudável!
Logo depois do "almôço" iamos em direção ao estacionamento para voltarmos para casa.
As meninas avistam uma loja,entram,escolhem uns adesivos plásticos...eu queria comprar só um,o avô comprou um para cada uma. Chegamos em casa,elas correram para o meu quarto e lá ficaram quietinhas!Aiaiai...alguma elas estão aprontando!Abrem a porta e sorridentes nos mostram a obra prima que fizeram!Uma das paredes estava decorada com os bichinhos da fazendinha e em letras maiusculas escrito FAZENDINHA!Rimos.Gostamos.E cada vez que entramos no quarto lembramos desta tarde de domingo,um domingo como o de hoje.Elas falaram que leram as instruções onde se diziam q só era possivel colocar em madeira ou plástico,mas que acharam que as instruções estavam erradas!Então decidiram colar na parede mesmo! Em volta de cada figura ficou uma marca de óleo...temos libélulas,vaquinhas,porquinhos,joaninhas,flores,ovelhinhas tudo decorando nosso quarto!Por que não tiramos a decoração até hoje?Bem,porque realmente gostamos e,se tirassemos,teríamos que pintar o quarto novamente e não temos a menor vontade de fazê-lo! Inté!"

sexta-feira, 25 de maio de 2012

backpackers

A fase de acampar já passou. Agora ando na fase de ficar em backpackers! Qual eu mais gostei? Foi em Wellington! Chego e me deparo com um prédio enorme.Entro na recepção e dou o voucher. A moça falou,falou e me deu um cartão plástico e um vale p um drink de boas vindas. Não entendi nada! Olhei,fiquei perâmbulando por ali e...de repente um moço passa o cartão e...zapt a porta do elevador se abre! E eu...zapt! Entro com ele! Desço no meu andar e...me deparo com um portão com grades e trancado! Ai meus deuses! Arrisco usar meu cartão mágico e...abracadabra! O portão se abre! Acho meu quarto individual. E agora para abri-lo? Peço ajuda para uma moça que encontrei no corredor! Ela abre. Entro.Fecho a porta e não tem luz! Corro para a mocinha outra vez e...ela ensina que é só colocar o cartão e deixar lá! Oba! Tudo certo agora. Meu quarto é minúsculo! Uma cama.Um ar condicionado.uma cadeira.Um cabideiro!Me instalo e vou aproveitar os drinks de boas vindas!Dou uma volta pela cidade.Amanhã é dia de ir ao museu maori,o TE PAPA,como rotina cada vez que eu ia para Wellington!A praia logo ali...o mar me esperando..as caminhadas...o cable car...tudo 'a minha espera!
Adorei Wellington! Adorei aquele albergue! adorei fazer o trajeto de trem de Palmy até Wellington vendo montanhas ('as vêzes com neve) e o mar logo ali na próxima curva! Nem preciso dizer que quero voltar!!! Inté!

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Camping

Logo depois que casamos,compramos essa barraca! Ela representava nossos sonhos de viagens e liberdade! Era desconfortável acampar? Nós não sentíamos!Mas que era uma "dificulidade" armar essa barraca isso lá era! Hoje com um simples movimento...ploft! e a barraca está armada!Naquele tempo (1972) levava-se bem umas duas horas para deixar tudo pronto.Acampamos em Coxim(Mato Grosso),Lindóia,Rio das Pedras...e a cada aventura sempre a vontade de 'quero mais'!Depois de 21 dias pescando o que mais desejávamos era uma cama macia e quentinha e um banho de chuveiro bem quente!Onde conseguimos isso? Em Aquidauana,numa reserva indígena cuidada por missionários protestantes.Nunca pesquei tantos piaus! Era só jogar a isca e eles vinham...Rapidinho conseguiamos o peixe para o almôço!E quando chegava um novo vizinho,corriamos para oferecer nosso pescado! Não que fôssemos bonzinhos...é que tinhamos tantos peixes para salgar que era um prazer dividir com o amigo que chegava,principalmente para diminuir nosso trabalho.Bons tempos aqueles! Inté!

Eu preciso de estímulo!

Venho ao blog!
Quando leio receitas culinárias logo me dá vontade de fazer o tal prato! E como quase nunca tenho todos os ingredientes,improviso e sempre fica muito bom!
Ontem fiz pesto de manjericão,sugestão de Allan,ficou uma delícia!
Preciso sempre de estímulos! Para cozinhar,para caminhar,para ir 'a academia ,mas não há estímulo que consiga fazer eu arrumar casa,gavetas,armários! Faço uma bagunça maior do que estava e não consigo colocar tudo no lugar...o jeito é esconder tudo e esperar o próximo surto de limpeza!!!
Coloco gengibre ou ervas aromáticas,como hortelã,por exemplo,na garrafa de água mineral.Tenho alho descascado num vidrinho com óleo.Faço óleo ou azeite com alho ou ervas ou azeitonas e vou usando.Tenho arroz refogado com temperos no freezer que para ficar pronto basta colocar água e ir ao fogo...enfim uso muitas dicas que vou encontrando aqui e ali.
Obrigada Allan pelas sugestões! Hj fui 'a uma loja e comprei macarrão italiano,aproveitei para comprar oleo de côco e vinagre de Kiwi,ainda não experimentei.
Já fiz chás de gengibre,alfazema,tomilho e tenho gostado!
Tomara que esta minha fase culinária continue por bastante tempo! Inté!

terça-feira, 22 de maio de 2012

Nas arabias

Andar de camelo? Uma nova experiência! Para as minhas meninas já é rotina,mas para mim foi uma experiência emocionante! Senti até um friozinho na barriga quando o camelo 'caiu' de joelhos na areia para descermos.Eu devo esta experiência 'a minha filha ,que sempre que pode,proporciona novas aventuras para nós todas!Inaie já experimentou esportes radicais,já visitou uma mesquita,já experimentou comidas exóticas como ema ou canguru . E muitas vêzes nos arrasta em suas aventuras!
Isso ajuda a abrir novos horizontes,ajuda também a enfrentar o desconhecido sem mêdo ou angustia...
Eu,em menor proporção,também procurei mostrar novos horizontes para Inaie quando pequena,repeti a dose com minhas netas,mas minha filha me superou e surpreendeu!Vamos esperar para ver como as meninas vão assimilar todo o conhecimento que tentamos lhes dar!Inté!

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Anita,Lia e Leticia

 
Quando ficavamos na chácara,as meninas acordavam e,antes mesmo de tomarem o café,corriam para este lugar,contavam até três e ,a plenos pulmões,  gritavam lá de cima: LETIIIICIA! LETIIICIA! até que ela aparecia sorridente e subia o morro até lá em casa.
As meninas só 'devolviam' a Leticia de noitinha! Leticia era uma menina meiga,doce,sempre sorridente, dois anos mais velha que Anita e mediadora entre as meninas que disputavam sua atenção o tempo todo.Quando iamos passear pelas cidade vizinhass levávamos a amiguinha junto.Quando iamos passear no CAMPO dos SONHOS,lá ia Leticia fazer tirolesa,correr,brincar e se divertir!
Leticia tem paixão por cães,tem quatro em casa.Uma vez,quando pegou fogo na chácara ela se arriscou para pegar uma ninhada que estava num lugar perigoso.Ela é esperta,decidida e corajosa.
Hoje,Leticia tem dezessete anos,loirinha,pequena,continua meiga,sorridente e feliz! Daqui um mês Giovana chegará! Todos nós esperamos com alegria e ansiedade sua vinda. Leticia será mãmae!. Já está tudo pronto!O quartinho dela é um sonho!
Vanessa,a tia madrinha coruja não cabe em si de contentamento!
Seja benvinda GIOVANA! Inté!

sábado, 19 de maio de 2012

Casinha

Estamos indo para nossa casinha no alto da montanha. Lá é muito frio,venta muito,mas mesmo assim é muito aconchegante.
Tomamos chá quente,ficamos enrolados nas cobertas,uma sopinha 'a noitinha...e para quebrar a monotonia ouvimos o canto do curiango,um pássaro que só canta de noite.
Passeamos pelas cidades vizinhas,almoçamos no Marcio,um restaurante que serve peixes,e aos sábados sempre almoçamos no Restaurante Santo Antonio,'as margens do RIO DO PEIXE,tendo uma linda cachoeira como vista.A comida é caseira e gostosa.Assim que chego ,Conceição prepara uma porção de peixe como cortesia,mesmo sendo self service porque ela sabe que eu adoro peixe e frutos do mar!
Raramente vamos ver algumas lojinhas ou festas locais. Uma vez desci do carro e fiquei sózinha fotografando e filmando uma CONGADA que ensaiava na praça!
Não me imagino morando na chácara,apenas nos fins de semana me basta.Só gosto de lá quando as meninas estão com a gente.Daí tudo é festa,não há rotina nem monotonia. E a gente se esforça para levá-las nos esportes radicais,'as compras e onde mais elas queiram ir!
Bom fim de semana! Inté!

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Guaraci



Um dia fomos para Guaraci conhecer a outra parte da familia de meu marido que se mudou lá para o "sertão"(como chamavam a região).Fomos recebidos com muito carinho pela familia toda!
È uma linda história de amor entre uma viuva com quatorze filhos que se aventurou para Guaraci para se casar com um rico fazendeiro que a conheceu através de um caixeiro viajante que fêz a vez de cupido.
A brava e bela mulher se casou na sua cidadezinha e depois foi com o noivo e a 'filharada' ,de trem,para Guaraci.Foram muitos felizes lá no Sertão.
Não tiveram filhos,o marido também era viuvo e já tinha filhos.Ele foi um excelente padrasto,os filhos ainda hoje o reverenciam e sentem saudades do pai justo e honesto que ganharam.
Eu acredito em DESTINO e é esse mesmo destino que toma conta de nossas vidas!Inté!

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Só comigo!

Tenho fases.Mas não sei como elas aparecem.No momento ando apaixonada por culinária! Eu nunca soube cozinhar.Apenas quatro pessoas gostam da minha comida: eu mesma ,minha prima Neide,minha amiga Bete e seu marido Conrado!
Agora ando pesquisando e treinando 'comidas exóticas".Experimento alimentos que eu nunca comi,mudo um pouco as receitas e...sempre gosto do paladar.
Nada muito esquisito: tofu,muitos tempêros,cogumelos,bardana,arroz preto e vermelho,quinua e por aí vou. Sempre compro algum condimento diferente,azeites maravilhosos e vinagres especiais.
Com isso tudo acabo melhorando minha alimentação,eliminei refrigerantes,substitui por chás,diminui o consumo de carne vermelha e coloquei uma tímida saladinha no cardápio.
Tomara que esta fase continue e que se transforme em hábito. Inté!

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Eba! Ganhei!

Há muito não ganho sorteio algum! Eis que Luana faz um sorteio e eu,mais ou menos sem nem saber como fazer, me inscrevi! Delicia das delicias! Não é que fui sorteada?
Me sinto feliz como um criança! E para provar minha felicidade estou tentando colocar fotos,vídeos e musicas nos meus posts já publicados. 'As vêzes não sai muito certinho,mas com paciência e perseverança acho que chego lá!
Ser feliz é isso! É aproveitar os bons momentos mesmo estando triste e preocupada...Não só eu,todos nós aqui estamos preocupados com LIA,e essa preocupação é tão grande que precisa ser dividida,precisa ser extravasada...Queria Lia aqui perto de mim...eu que não creio em nada,nem pedir aos deuses por ela posso pedir...só me resta esperar...sem rezas nem orações...E as lágrimas da minha filha só fazem aumentar minha aflição. Só o tempo poderá amenizar o que estou sentindo.
Fulana e Nay obrigada pela atenção! Inté!

terça-feira, 15 de maio de 2012

A seriema




Sou louca por caminhonetes! Ganhei uma novinha de meu marido ! Então fomos experimentá-la indo para a chácara! Ela se comportou muito bem por esburacadas estradinhas de  terra  !
Na manhã seguinte,após o café,deitamos na rede.Meu marido lendo o jornal e eu olhando a paisagem, de sempre, ao longe.
Eis que chegam calmamente duas seriemas no "terreiro" de casa,andam altivas,cantam seus cantos estridentes,param e olham inquietas pra lá e pra cá...
De repente ouvimos um barulho surdo de lata! Olhamos e não vimos nada...Na segunda vez ,levantamos e fomos procurar de onde vinha o barulho que cortava a manhã silenciosa...
A jovem e briguenta seriema bicava a caminhonete! Pulava,abria as asas e o bico e...investia sobre minha caminhonete novinha!
Não pude deixar de rir! Apesar de estar incomodada com os riscos que ela fazia,fiquei sorrindo com a cena que via! A seriema se via refletida na caminhonete e não se reconhecendo,tentava afugentar a 'intrusa' que invadia seu território!
Apesar de ter a caminhonete toda riscada foi um momento de admiração por aquela ave que bravamente  lutava pelo seu espaço! Inté!

domingo, 13 de maio de 2012

Bastianinha

Minha homenagem,  neste final do DIA DAS MÂES,'a Bastianinha,figura exemplar de mulher que viveu em Campos do Jordão!
Bastianinha era uma figura miúda,eletrica,falava tão depressa que poucas pessoas a entendiam (só mesmo as que conviviam com ela). Corria daqui pra lá,de lá pra cá sempre numa frenética arrumação da casa...
Ela tinha um marido a quem idolatrava,amava com paixão desmedida e um único filho que era a razão de sua vida. Como prova desse amor indescritível,Bastianinha,lavava com sabonete as camisas do marido e do filho,engomava e passava com ferro de brasa,hoje objeto de museu. Trazia toda a roupa deles impecável,fazia todo dia o almôço e jantar para que eles não comessem 'comida requentada'e limpava a casa,deixando-a 'um brinco'!
Um dia ,Bastianinha,foi embora deste mundo,sem aviso prévio,mansamente,exatamente como viveu toda sua vida...sem ser sequer notada,pedindo desculpas 'pelo ar que respirara'.
O que aconteceu uma semana depois de sua morte?
Seu amado marido colocou outra espôsa em seu lugar...e a vida continuou a mesma...tranquila...lânguida... e acho que Bastianinha continuou viva apenas em minha lembrança!Inté!

sábado, 12 de maio de 2012

LIA e ANITA


Sempre que passamos juntas o Dia das Mães,minhaas netas ganharam presentes! Por que? Porque elas são as futuras mães de minhas futuras bisnetas!
E porque elas eram as mamães das bonecas delas num claro exercício para a maternidade futura!
Sempre procurei passar meus valores e as tradições de nosso país para elas. Uma vez estavamos em Santa Rosa do Viterbo e na casa em frente tinha uma FESTA do DIVINO,não tive dúvidas :fui lá e pedi para participar e levar minhas netas...claro que fomos bem recebidas! E quando elas beijaram a bandeira do DIVINO lá estave eu,'a postos, fotografando o momento!
Eu e a 'avó adversária' sempre ensinamos cantigas antigas e folclóricas,contamos estórias do nosso folclore,levamos 'a festas juninas,valorizamos os artesanatos locais,enfim tentamos passar 'a elas um pouco da nossa vivência com a esperança que "de tudo fique um pouco"...
Esse mesmo cuidado tive com minha filha,mas hoje ela se tornou uma "cidadã do mundo" e não sei se preserva os antigos ensinamentos...
FELIZ DIA DAS MÂES,LIA e ANITA! FELIZ DIA DAS MÂES,INAIE! E FELIZ DIA DAS MÂES PARA TODAS NÒS! Um Beijo! Inté!

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Reflexão

 pá"As lembranças passadas ficam,tudo que vivemos era para ser vivido,o destino é como um livro do qual nós somos os autores,ele não vem pronto,antes de nascermos ele está em branco,ao nascermos introduzimos as primeiras passagens.Um começo,com o tempo através das escolhas,vamos escrevendo-o página por página,rabiscadas,rasgadas ou marcadas,onde encontramos obstáculos que indicarão a melhor hora para recomeçar.
     Nos últimos dias de vida,concluiremos. No final,deixamos nossas histórias marcadas no coração daqueles,que sempre farão parte dela,onde quer que estejam.
      Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo,é renovar as esperanças na vida e o mais importante,acreditar em voce de novo!

                                                                   Carlos Drummond de Andrade

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Chacara


Temos uma chácara que é o sonho realizado de meu marido...eu preferia uma casinha na praia...enfim...
Há anos ele vem plantando árvores nativas para 'reflorestar' a região.
Assim,só temos espaço para plantas nativas,um "viveiro" a céu aberto para os passarinhos que chegam,se alimentam,fazem seus ninhos e criam seus filhotes por aqui.
Das redes na varanda ficamos observando os pássaros,'as vêzes,temos a sorte de ver um filhote alçar vôo pela primeira vez...Emocionante! O pai fica no chão,piando,incentivando a cria. A mãe dá apoio lá de cima,no ninho...e...nada do filhote se decidir...até que a mãe perde a paciência e...com o bico empurra o filhote,que,de susto,sai voando...
Um casal de seriemas moram por aqui e sempre somos acordados pelo canto dos pássaros bem de manhãzinha e os gritos (cantos?)estridentes das seriemas!
Um lindo dia para todos nós! Inté!

Tenho tido muito tempo para mim. Sabe aquele tempo que voce sempre desejou quando trabalhava freneticamente? Pois é,agora o tenho!
E aí,o que fazer com ele? Gasto mais tempo imaginando tudo o que farei quando as meninas vierem do que vivendo o momento atual! Muitas vêzes páro e 'volto a fita' tentando viver "este momento",que sei unico e não voltará.
Cada dia é uma 'caixinha de surpresas' e a vida pode dar uma guinada de um momento para o outro e fica sempre a ansiedade para querer antecipá-lo...calma! uma coisa de cada vez!
No momento estou curtindo o prazer imenso de conhecer voces,conversar com voces e abrir novos horizontes.
O 'bichinho carpinteiro' que vive em mim já tá ansioso por novas viagens,novas aventuras...Antigamente,muitas vêzes eu tomava um ônibus para um bairro qualquer desconhecido e ia descobrindo lugares maravilhosos na periferia...uma ponte sobre três rios...uma igrejinha azul linda...e assim aplacava minha fome de conhecer lugares novos. Ainda sinto vontade de fazer isso,mas fica mesmo só na vontade.
A técnica funciona quando estou fora de casa também...esse é o modo mais barato que encontrei para descobrir os lugares. Muitas vêzes eu comprava um passe que tinha a validade de um dia e ia escolhendo para onde ir,aproveitando dicas que os próprios motoristas me davam...sinto saudades!
Tenham um lindo dia! Inté!

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Anita e Lia

video


Quando elas eram bem pequenas elas vinham passar as férias longas aqui no Brasil(fato que se repete até hoje). As vezes até duas vêzes no ano.
Bem,eu e meu marido,desenvolvemos uma técnica infalivel para fazê-las dormirem sem problemas.
Lá pelas cinco da tarde,íamos para o Shopping Galeria (Campinas). Elas corriam pelo shopping,aproveitavam as atividades infantis que ele oferecia,jantavamos (invariavelmente no" Mc Donde"),unico lugar onde elas se alimentavam. E depois?
Ah! depois as levavamos no CENTRO DE BRINCADEIRAS e lá ficávamos nós, (horas) sentadinhos num banco esperando elas se divertirem e cansarem....Era pula pula,escorrega,pausa para desenhos e elas continuavam brincando alegres,suadas até se cansarem e pedirem para ir embora.
Hora de ir para casa para um banho e...cama! A Lia veio rapidinho sem reclamar e...cadê a Anita?
Ninguém a achava...dali ela não saira (lembra? ficavamos de guardiões o tempo todo, mas como tudo é possível...)
Chamamos a monitora,a gerência...nada!
Eis que LIA descobre a irmã! Sabe onde?
Dormindo na piscina de bolinhas! Ai meus deuses!
Técnica boa essa de cansar as meninas,né?
NEM TANTO! Inté!

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Anita


Quando minha familia morava no Brasil,'as vêzes eu levava Anita para o Jardim da Infancia,o GARATUJA,ela tinha dois aninhos!
Uma manhã estavamos a caminho da escola e eu,como boa motorista que sou,não conseguia ultrapassar um caminhão que ia bem devagarinho 'a nossa frente....
Lá pelas tantas,Anita diz: Motorista,motorista deixa minha vovó passar!
Só estavamos nós duas na caminhonete,mas não pude deixar de dar muita risada mesmo sózinha!
Outra vez,agora em MELBOURNR,fui com ela num correio e, com muita dificuldade comprei selos e enviei uma carta para o Brasil.
Quando saimos do correio,Anita disse: puxa vovó,como voce fala mal inglês!!!
Desta vez não ri muito não,só perguntei porque ela não tinha me ajudado...
E ela: Voce não me pediu! hahaha culpa minha então...
Muitas e boas! Dariam até um livro...
Em outro post conto mais! Inté!

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Lala


As vêzes tenho uma companheirinha que é um amor! Filha unica,mimada ao extremo pelos pais corujas,a mãe é um pouco mais rigorosa,mas o pai...tem infinita paciência e paixão por ela.
Comigo ela é especial,adulta muitas vêzes(lembra que é criada apenas por adultos),embora de vez em quando aja como uma criança levada.
Travessa,mas estudiosa e responsável. Ela tem mêdo de animais e eu,sempre a levo na LAGOA DO TAQUARAL,ela se diverte comigo,faço acordos com ela,brinca,tira fotos,vence o medo,mas detesta os gritos de acasalamento do pavão...Depois tomamos sorvete e água de côco como "recompensa".Vamos a um restaurante rural,tem medo de galinha ,mas tiro uma foto :Lala com medo da galinha!hehehe ...e ela sorri.
Ela tem medo de papai noel e duendes,na época de Natal,vamos ao Parque em Paulinia,faço novos acôrdos,ela aceita o desafio,vai perto do papai noel,passeia pelo parque e,no fim até tira fotos com o Ninja! Um progresso e tanto!
Minha parte é levá-la aos shoppings,coisa que detesto fazer com crianças,ela se sente completamente 'a vontade,inteirada nos programas que os shoppings oferecem, e,invariavelmente terminamos no " Mac Donde",(que também tenho horror).
Aqui em casa,coloco uma roupa velha das meninas na Lala,vamos ao parquinho,deixo ela brincar na terra,se suja,brinca nos balanços,tiro fotos para mostrar aos pais,mais ou menos como eu fazia com minhas netas quando pequenas...
Escondida dos pais a levo para ir de onibus ao shopping,depois chamo a mãe para nos pegar...Lala se encanta,a mãe se preocupa...nós nos divertimos.
Ela me chama de vovó,mas quando está brava comigo me chama de Cirlei!
Quando se despediu de mim ,quando vim da casa dela para Campinas,ela falou: Vovó não demora para vir me visitar,não espere meu próximo aniversário.Vou ficar esperando! Vou ficar com saudades!
Não vou demorar não,Lala! Beijos! Inté

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Maio, 3




Quando eu era criança,o mês de maio tinha para mim uma magia especial.
Era o "Mês das Noivas" (por que será que as noivas escolhiam maio para se casar?) e o mês de Maria para os católicos.
A igreja se enfeitava de flôres,tinha cânticos em louvor 'a Maria e procissões.Para mim era um deslumbramento!Naquela época eu era católica,hoje sou agnóstica.
Anos mais tarde,o destino me deu o maior presente que já ganhei em maio,uma netinha!
Uma netinha loira,sorridente,feliz e,muitas vêzes bem brava!
Tinhamos uma empatia muito grande. Eu a fazia dormir e quando saia bem devagarinho,ela abria um berreiro e lá ia eu ,de volta para o berço...
Hoje já não há muita empatia,mas tento mesmo 'a distancia enviar bons fluidos e força para ela.
Pensamentos positivos,desejo que apenas momentos alegres façam parte de sua vida,votos de felicidades,enfim é o que lhe desejo!
Feliz Aniversário,Lia!

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Reserva Pataxo



Ainda em Porto Seguro me lembro que minha amiga e sua filhinha escolheram passar o dia no Parque Aquatico! Esse programa não me atrai de forma alguma. Eu estava louca para ir para a Reserva Indigena Pataxó! Meu guia perguntou:tem certeza que quer ir? Não prefere outro passeio? Não! Eu quero ir,mesmo que sózinha!Então ele me levou,deixou lá e voltou mais tarde para me pegar...E eu feliz da vida!!!
Na reserva tive que esperar os indios acordarem,uma moça deu comida para as galinhas,outra encontrei acocorada sobre um fogão de lenha(parecia doente,meu guia falou carinhosamente com ela na lingua deles),outro mestiço,veio da cidade para trabalhar na reserva e,aos poucos o dia foi tomando vida.
Eles tem uma escola para as crianças indias ,a professora também é india.A escola tem computadores,cobertos com plastico,parecem sem uso.Crianças vestidas com as roupas típicas brincam alegres,plantaram uma horta...O filho do Cacique tem vestimenta que o diferencia dos demais,mas correndo e brincando ele é exatamente igual ao seus amiguinhos.
Como a horta não tinha cerca,imaginei que os bichos da floresta iriam 'a noite 'fazer a festa'! Estavam recebendo a visita de autoridades locais,um casal que prometeu insumos para a horta.
As crianças cantaram,dançaram para homenagear os visitantes...Quando estavamos chegando na escola,meu guia,o AURICURI,deu uns assobios...era para avisar que ele estava levando visita... Mostrou plantas medicinaise seu uso,armadilhas que seu povo fazia para caçar os animais da floresta para se alimentarem(salientou que hoje já não caçam mais). Falou das meninas que vão para a cidade,se apaixonam pelo homem branco,se decepcionam e voltam para a Reserva...Comi um peixe assado com um óleo especial,'a moda indigena,prefiro 'a nossa moda mesmo!
Ouvi sobre os costumes deles,rituais de casamento,competições esportivas,modo de vida,choupanas que são apenas modelos das que eles usam,ainda dormem no chão (dizem que é por hábito). Pelo caminho na floresta conheci o Chico,um macaquinho domesticado que eles tratam com carinho.Arisco,fugiu de mim,mas se deixou acarinhar pelo Auricuri.
Meus deuses,sempre quero voltar aos lugares onde já estive!!!
Acredito que uma primeira viagem é a de 'reconhecimento',as outras são de puro deleite! Para rever lugares e conhecer novos que não foram possiveis da primeira vez...Quer saber? Quero voltar a PORTO SEGURO outra vez....De quantas vidas vou precisar para conhecer e rever todos os lugares que eu sonho??? Inté!



SPA




Dia chuvoso,minha alma também...nem fui viajar nem nada...
O que fazer num dia assim? Lá fui eu conhecer um novo spa urbano! Surpresa das surpresas!AZAHAR SPA! Oferece o circuito Hammam,
que tem origem nos antigos banhos turcos ,primeiro uma ducha fria,depois a sauna umida,depois , uma delicioso descanso numa enorme hidromassagem com cromoterapia, em seguida, uma ducha morna com direito a um perfumado shampoo e condicionador e finalmente uma sessão de banho de espuma sobre uma pedra de mármore aquecida,com esfoliação e hidratação cuidadosamente feitas por uma terapeuta,a Karina,com jatos mornos de água direcionados sobre pontos das costas mais suscetíveis a tensão...Cházinhos,tâmaras e ameixas e um yogurte são servidos durante o ritual.Coloquei um roupão,fui para outro espaço,comi um gostoso e saudável lanchinho.Aproveitei e conheci a massagem relaxante Azahar,pelas maravilhosas mãos da Karina. Depois fui para uma sessão de limpeza e hidratação do rosto com direito a designer de sobrancelhas e,de presente, uma deliciosa reflexologia podal...Saí de lá flutuando...ainda pensava em pegar um cineminha,mas preferi vir para casa curtir a gostosa sensação de meu DAY SPA! Voltarei lá com certeza!
Nem preciso dizer que tive uma noite de sono maravilhosa! E vou aproveitar o restinho do feriadão para curtir essa sensação de paz e tranquilidade que eu trouxe do Spa.Inté!

terça-feira, 1 de maio de 2012

Ramadan 2004





Inaie ( minha filha)  e Fabio ( meu genro) vão de férias para o Egito.
Eu e as meninas ficamos no resort Marbella em Sharjah...nos EMIRADOS ARABES,lembre que eu mal falo português.
Anita pequeninha ligava para o hotel pedia comida,pedia para que os funcionários viessem colocar as três camas de solteiro no mesmo quarto porque queríamos dormir e fazer bagunça juntas...ah bons tempos aqueles! E era atendida!
Nós brincavamos pelo resort,iamos para a piscina,enfim tinhamos liberdade para percorrer e usar toda a infraestrutura,como a sala de ginástica que Anita e Lia descobriram...As meninas tinham minha autorização para brincarem por perto da casa onde ficávamos enquanto eu preparava nosso almôço,por exemplo.
Tudo ia bem até que elas apareceram felizes da vida cada uma com um ratinho branco (de brinquedo) que corria pela casa me deixando enlouquecida e elas rindo ...alegres e saltitantes!
Meninas ,onde voces conseguiram esses ratinhos? E elas: foi um árabe nosso amigo que nos deu!!! Ai meus deuses!Que amigo é esse? Seus pais conhecem?Não,vovó não conhecem!
Ele e a esposa estão em lua de mel e hospedados aqui.
Meninas,eu não disse que não quero que voces sequer conversem com estranhos? Mas vó... Não tem vó nem menos vó! Voltem lá e devolvam os ratinhos!!!
Consegui que devolvessem? Nem em sonho! E lá fiquei eu vigiando as meninas a cada passo,morrendo de medo do árabe e suas possíveis más intenções...
Inaie e Fabio chegam sorridentes e revigorados pelas férias e eu...aflita. Conto a história par Inaie...
Relaxa,mãe! Os árabes terminaram o Ramadã ,periodo de jejum que todo muçulmano pratica e eles estão no Eid al Fitr "o banquete do término do jejum",onde ocorre feriado de três dias consecutivos,com distribuição de alimentos para os pobres,banquetes, usam roupas novas,e PRESENTES são trocados numa confraternização entre amigos e parentes e orações e agradecimentos 'a ALA são feitos!Sossega,dona Cirlei! Foi isso que aconteceu...Mais ou menos como o NATAL para nós!
Bem,imagine só a minha aflição,não falando nem ingles nem árabe e cuidando de duas menininhas sapécas num país distante! Inté!

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Nova Zelandia



Quando minha filha e meu genro moravam na Nova Zelandia,eu costumava ficar três,quatro meses na casinha deles...com a desculpa de cuidar das meninas...nos fins de semana eu dava uma folga para a familia e ia para cidades vizinhas,para praias e voltava na segunda feira 'as três da tarde,bem a tempo de pegar as meninas no Colégio.
Napier,uma cidadezinha encantadora que foi destruida por um terremoto e reconstruida inteira em estilo da década de 30,quando houve o terremoto,Taupo,com seu enorme lago,da margem se pode ver neve no topo das montanhas na outra margem,passeios de barco no lago,uma delicia! Wellington,a capital,ficava a duas horas de trem da cidade onde eles (e eu) morávamos,Auckland para onde fui de avião,'despachar' meu marido para o Brasil e voltei de ônibus,numa viagem deslumbrante,durante nove horas sequer cochilei porque via paisagens que se modificavam a cada hora! Rotorua,a cidade dos Maoris,os nativos que hoje ocupam um lugar especial nesta cidade,onde cultuam as tradições e cultura de seu povo (ainda vou dedicar um post só aos Maoris).
Na verdade,eu ia primeiro com a familia,aprendia o caminho e voltava,com a ajuda dos visitor centers,postos turisticos que compravam e reservavam tudo pra mim com antecedência e a viagem ficava muito fácil...
Em Wellington eu invariavelmente ia ao THE PAPA,o museu dedicado exclusivamente 'a cultura Maori,eu passava horas admirando cada andar e nunca me cansava O resto do tempo eu passava caminhando na praia,vendo pessoas solitárias cantando com seus violões...ou comia 'fish and chips',que vinham embrulhados em jornal,comprava um suco natural sem açucar e fazia meu almoço ou pic nic na praia e ninguém achava estranho,para eles esse é um hábito normal (não me sentia farofeira),nas praias tinham mesas,bancos,sanitários e churrasqueiras que eles acendem colocando uma moeda,mas churrasco mesmo nunca os vi fazer...assavam salsichas,hamburgueres... .
Só falta eu lhes contar um detalhe! Não falo inglês até hoje...apenas leio algumas coisas e rascunho algumas frases quando estou em dificuldades! Dicionário?Tradutores eletrônicos? Nunca levei! E era um deslumbramento quando eu conseguia me fazer entender!!!
Um detalhe:uma vez uma senhora se aproximou de mim e perguntou se eu falava inglês (não),frances (não) alemão(não) italiano (não) eu disse que talvez eu conseguisse entender espanhol...aí a senhora com um sorriso disse:desculpe não falo espanhol...e eu perdi uma oportunidade de conversar com a simpática senhora! Inté manhã!

domingo, 29 de abril de 2012

Tiradentes




Tiradentes é uma encantadora cidadezinha de Minas Gerais,onde fui com uma amiga querida,o marido e a filhinha.
Eu estava visitando-a e anunciei que iria mochilar...nan na nin na não!nem pensar! vamos com voce! E lá fomos nós rumo 'a Ouro Preto,com suas igrejas fantásticas,onde almoçamos num típico restaurante mineiro e em seguida fomos para Tiradentes!
À primeira impressão me lembrou Parati,uma cidadezinha encantadora no Rio de Janeiro,mas a medida que o dia ia passando mais e mais ,o passado tomava conta da cidade e da gente.
O senhor da charrete,durante o passeio, nos falava da história da cidade e de Tiradentes como se tivesse vivenciado a época...Na Igreja,ornamentada por ouro,um guia contava a história da sua construção,falava de personagens históricos e de escravos como se fora seus velhos amigos...
Andamos de charrete,sentamos na pracinha,tomamos lanche e sorvete,andamos pela cidade e,minha amiga gastadeira, não sossegou enquanto não foi 'as compras,arrastando o marido ladeiras acima,entrava e saia de loja em loja e ,sempre,achava alguma coisinha que tava 'precisando' muito...para aflição do pobre marido!Fomos embora com a promessa que eles voltariam numa sexta feira qualquer para assistirem ao concerto do órgão milenar que se impunha na belíssima igreja.
Eu também,amiga, quero voltar!!! Quem sabe ainda este ano... Inté!

sábado, 28 de abril de 2012

Porto Seguro



Fui para Porto Seguro e como boa turista me enfiei em todos os pacotes que surgiram pela frente!
Era um tal de dorme pouco,acorda correndo,engole o café da manhã e dá-lhe passeios...Na Praia dos Espelhos chegamos muito tarde...as águas espelhadas aconteciam lá pelas cinco ou seis da manhã...com o sol nascendo...Indios vendendo colares na praia,alguns bêbados,sendo explorados pelos próprios indios ou pelos nativos...e eu que não consigo ficar quieta, pensei que conseguiria consertar o mundo ,ou pelo menos,aquele pedaço de paraíso...Consegui, pelo breve tempo que estive lá,mas bem sei que" tudo tomou seu lugar" assim que fui embora. Fui até o quiosque que dava pinga para o indio vendedor de colares,quando ele trazia turistas para o quiosque e ameacei-o eu iria denunciá-lo caso continuasse a infringir a lei que proibe comercialização de bebida alcóolica para os indios ou crianças...
Paisagens lindas...mar e sol...mas no caminho uma criança lavando louça num córrego,aldeias indigenas miseraveis que tentam sobreviver da venda de objetos que fabricam...fome e pobreza por toda parte...para piorar minha vida a chalana onde fui parar,arrastada pela multidão,era de um evangélico rico,que o tempo todo ficou fazendo pregações...valham-me os deuses! E os baianos que dependiam dele para levar seus turistas para passear,veneravam aquele senhor gordinho e baixo,que usava óculos e impunha descaradamente sua religião 'a pessoas que estavam lá apenas para se divertir e descansar! Se eu quisesse ouvir pregações religiosas teria ido a um templo,enfim...
Será que eu nunca vou deixar de ver o lado negativo das coisas? Será que vou sempre ver pobreza,miséria,submissão esteja eu onde estiver?
Mesmo em paises ricos consigo ver miséria e submissão...E pior,isso tudo me comove e,quando posso vou lá dar meus pitacos...Eita! Inté!

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Inte



Sabe porque escolhi INTÈ como forma de despedida?
Eu estava na Australia e minha sobrinha me ensinando algumas palavras em inglês...daí chegamos em See Ya e ela me traduziu como o nosso caipira Inté! Adorei e desde então uso com muita frequência ao longo dos meus dias.
Inté me parece carinhoso,tem a promessa de vejo voce logo,logo,é muito usado no interior de São Paulo e me traz boas recordações do tempo em que a vida para mim corria bem devagarinho...
Voce pode traduzir o Inté dos meus blogs como Até daqui a pouco,felicidades,saúde,abraços e beijos são as coisas que desejo passar com o meu singelo INTÈ!

quinta-feira, 26 de abril de 2012

O mar




Eis que se aproxima um feriado prolongado e eu aqui procurando ofertas irrecusáveis para ir para qualquer lugar...Ainda não achei nada...até Spas andei pesquisando...como tenho 'rodinhas nos pés',com certeza até amanhã encontro algum lugar...
Adoro o mar...me basta apenas ficar olhando para ele...mesmo que seja pela janela do apartamento e vendo um mar cinzento,revôlto,num dia nublado...Muitas Vêzes foi esta imagem que descortinei do apartamento onde morávamos em São Vicente.
Escolhi um apartamento de frente para o mar pensando em mim e na minha filhinha de 15 anos.
Eu levantava cedo,caminhava,ficava na praia até a hora do almôço,ia para casa (almoçava) o que tinha sobrado do jantar...descansava um pouco e voltava para o calçadão,para o Guarujá,Bertioga,dependia do tempo que eu dispunha...Só voltava para preparar o jantar porque meu maridinho vinha para jantar conosco.
Cadê minha filhinha? Ah! Ela ia pela manhã no Objetivo ,um colégio que tem algumas unidades,como por ex em Campinas,Taubaté e Santos,(e eu procurava sempre matricular minha filha na Unidade onde nós estavamos ,para ela ter uma sequência no aprendizado),ela voltava para casa,almoçava e...com uma linda tarde ensolarada pela frente,ela se enrolava num cobertor e...ficava vendo tv...por mais que eu pedisse e insistisse para ela ir 'a praia...Eita geninho bom,né?
Eu morava no interior e só conhecia o mar através de poesias...e nelas o mar tomava proporções enormes...tinha sentimentos de raiva,de força,rugia...e eu o imaginava forte,dominador,avassalador.outras calmo,sereno...lambendo a branca areia da praia...eu gostaria de morar 'a beira mar...esse amor por ele ainda hoje me acompanha.
Sinto necessidade quase física de ver o mar de vez em quando...e muitas vêzes faço isso...fujo para uma cidade praiana qualquer e me reabasteço com sua energia.
Tomara que meu destino seja rever o mar neste fim de semana..mesmo a previsão sendo de chuva para o período...aiaiai Inté!

quarta-feira, 25 de abril de 2012

O trenzinho



Morei em Curitiba alguns anos e tinhamos sempre uma rotina:quando chegava algum parente eu já sabia...no domingo lá iamos nós fazer pic nic em VILA VELHA,formações rochosas que os ventos e as chuvas esculpiram em formatos de taça, indio,etc
Foi nesta época que vi o mar pela primeira vez e foram as docas que vi primeiro e meu sonho de mar azul e céu de anil se desvaneceram ...eita imagem feia...águas sujas...não gostei nem um pouco. Mas Paranaguá me deixou lembranças gostosas...perambulei pelas ruas,fui ao museu e ao meio dia fui num restaurante encontrar meu tio RICO  (Frederico)para almoçarmos.
Enquanto ele trabalhava eu descobria as cidades que ele visitava...Sempre que podia me levava com ele,acho que eu não era má companhia e ele sempre levava com ele.
Ele nunca teve filhos e acho que tentou me passar seus valores e crendices.
Graças 'a ele conheci Morretes, Mafra,Machado,Caioba,Matinhos,Ponta Grossa,Campo Mourão onde viviam os russos brancos,homens velhos que viviam e se vestiam como na RUSSIA ,em MINSK,de onde eles vieram.Mantinham sua cultura e tradições e viviam numa sociedade fechada.
Em Curitiba,a Cidade Sorriso,eu perambulava pelas ruas,ia ao teatro,me lembro de ter assistido JOANA D' ARC,que muito me impressionou,cuja protagonista era minha professora de filosofia.
Conheci pessoas de nacionalidades diferentes,ucranianas,israelitas,alemãs e,mais ou menos, todas viviam a cultura de seus antepassados em festas e danças folclóricas com comidas típicas.
Viajar de trenzinho de Curitiba 'a Paranaguá era uma emoção ,que mais tarde ,se repetiu muitas vêzes de Campos do Jordão para Pindamonhangada...abismos se descortinavam aqui e ali e o mêdo que o trem pudesse se descarrilhar me invadia...mas a paisagem maravilhosa me fazia vencer o mêdo e sempre viajar no trem que me levava ao passado...
Hoje tenho a MARIA FUMAÇA,trenzinho que faz o percurso de Campinas a Jaguariuna.Muitas vêzes levei as meninas nesse passeio...o apito da Maria Fumaça me trazia a lembrança dos passeios no Paraná.Qualquer domingo vou novamente matar as saudades...

terça-feira, 24 de abril de 2012

Mae de filha unica



Minha filhinha entrou para a faculdade com 17 anos!
A familia não cabia em si de orgulho! E mais ,ela passou também em outras duas faculdades.Teria que escolher uma !Mas ela queria fazer duas ao mesmo tempo...por sorte nossa se conformou com 'apenas' uma!
Bom,mamãe coruja resolveu que ela poderia ir para uma auto escola para aprender dirigir...Não que ela poderia dirigir pela cidade...apenas adiantaria o processo e quando fizesse 18 já iria correndo tirar a carta de motorista!!!
E lá foi a mãe coruja ,na unica auto escola da cidade,acertar os detalhes com a proprietária...Tudo acertado!
Mas a filhinha foi para casa correndo e...contou a 'façanha' da mamãe para o querido papai...O que aconteceu? O papai que não era coruja e era muito centrado vetou o belo gesto da mamãe e a filhinha teve que esperar completar 18 anos para aprender a dirigir...E a mamãe? Ela está frustrada até hoje...quem sabe uma neta não quer aprender...pois dirigir caminhão a vovó já deixou...numa pacata estradinha de terra!

segunda-feira, 23 de abril de 2012

O estiloso


Foto daqui

Meu tio Valdemar sempre foi terrível...quando criança aprontava arte e a Mãma,minha avó,mandava que duas filhas o segurassem para ele levar umas 'lambadas' de vara de marmelo!
O danado pulava na hora certa e as irmãs acabavam levando as lambadas!
O menino levado cresceu,foi trabalhar em São Paulo,comprou um lindo carro preto,um Mercure e,muitos dias,inesperadamente ,chegava na nossa casa,onde eu morava com a Mãma e duas tias 'balzaquianas',nos tirava da cama,ele sempre chegava bem cedinho,e nos levava para pescar... Era uma festa e uma alegria...Minha tia Cida,mulher dele,limpava os peixinhos,fritava num fogareiro improvisado e nos deliciavamos com eles...Nunca comi lambaris tão gostosas,por mais que eu tente esse sabor de aventura nunca mais senti (nós crianças,eu, e os dois filhos dele) também pescavamos ou pelo menos,tentávamos.
Quando as irmãs se casaram o irmão charmoso e bonitão as conduziu ao altar...
Até hoje temos essa imagem de pessoa feliz,de bem com a vida,um bom vivant,que deixou muitas lembranças gostosas e muitas saudades!

sábado, 21 de abril de 2012

Campos do Jordao

Qdo criança meus pais me levavam sempre visitar minha tia Jacira que morava lá.Mais tarde minha tia Lide passou a me levar. Depois que Inaie nasceu eu mantive a tradição e ia com ela muitas vêzes ao ano ficar na casa da tia Jacira.
Eu e Inaie faziamos todos os passeios turisticos...iamos para a DUCHA DE PRATA, MORRO do ELEFANTE, andar de trenzinho,ver VITÒRIA REGIA no SÂO CRISTOVÂO, andar a cavalo,enfim eramos turistas q repetiam sempre os mesmos passeios...
Inaie foi morar fora do país,e quando ela vem junto com as meninas, vamos para Campos visitar os parentes,mas agora ficamos em chales,somos muitas pessoas para nos aboletarmos na casa dos parentes,e levamos as meninas para os mesmos passeios,agora com direito 'a teleférico,passeio ao HORTO FLORESTAL...
Todo esse preâmbulo para contar que , quando Inaie era criança,ela tinha um primo,companheirão de aventuras que morava lá em Campos e os dois se divertiam muito.
Um dia o primo e a avó dele,a Jacira,foram passear na Ducha de Prata.O menino nadava como um peixinho e se atirou na água...a avó desesperada ,com medo que ele se afogasse,se jogou na água também...detalhe:a avó não sabia nadar! Resultado:Mobilizaram salva vidas para resgatar a avó e o neto saiu da água todo sorridente com a inesperada reação da avó!
Essa história é hoje contada de pai para filhos e achamos graça,mas se pensarmos no desespero da avó,de engraçada não tem nada! Mas nunca deixamos de rir quando alguém lembra do episódio! Beijos.Inté!

quarta-feira, 18 de abril de 2012



Um dia minha filha e genro combinaram com um casal de amigos vizinhos, que também tinham duas meninas, que iriamos fazer um passeio na floresta.
Na manhã seguinte lá fomos todos nós p floresta. Deixamos os carros num estacionamento estratégico e nos embrenhamos mata adentro!
Os casais caminhavam normalmente sem sentir cansaço,as meninas iam e vinham até onde eu estava,rindo,cantarolando,felizes! Eu? eu ia bem...bem devagar!!!
Maravilhada com o som da floresta...com o canto dos pássaros...aos poucos o cansaço vinha chegando e eu ia me afastando do grupo...nas bifurcações eles deixavam sinalizações p eu saber o caminho a seguir...
Lá pelas tantas encontrei um casal de velhinhos que me alcançaram e,claro,me ultrapassaram tranquilamente...o velhinho me ofereceu seu cajado...eu queria aceitar,mas fiquei com vergonha e medo por não saber como lhe devolver...por aí voces já devem perceber o quanto meu cansaço era visível...mas eu forte e durona como sou,nunca desistiria! E lá ia eu capengando floresta afora!
Meu povo chegara ao final da aventura,tomaram o lanche que levaram,as crianças brincaram até se cansar,queriam voltar para casa,mas e eu? Cadê eu que não chegava e já estava escurecendo.
Nisso chega o casal que me alcançou,Inaie pergunta por mim (ela e meu genro já se preparavam para irem ao meu encontro para me resgatar),eles falaram que eu já estava quase chegando...
Espera que espera e nada... até que apareço lá longe...ufa! alivio para mim e para eles! Precisaram esperar mais um pouquinho para eu lanchar.
O casal e as filhas iriam fazer outra caminhada no fim de semana seguinte,cada um levaria na sua mochila seus pertences para acampar. Imagina se eu não queria ir! Inaie não deixou porque com certeza eu daria mais trabalho do que as filhas pequenas deles!
Fiquei chateada e nenhum da minha familia se aventurou!
Sabe o que ganhei de presente de aniversário da minha família? Advinhe...um bastão de caminhada que tenho até hoje e uso esporadicamente...já já vou precisar usá-lo nas minhas caminhadas na LAGOA do TAQUARAL...kkk Beijos.

Inté!

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Cirlei - a pata


Quando eu era criança minha avó Cesira,a Mãma como todos os filhos e netos a chamavam,me deu um patinho amarelinho,lindo, que foi a minha alegria.
O patinho foi crescendo e eu cheia de cuidados com ele,colocava uma bacia de água no quintal 'para esquentar' ao sol,depois colocava o patinho que ficava lá nadando feliz.
Meu patinho se chamava CIRLEI (depois de muito pensar num nome cheguei 'a conclusão que o melhor nome seria mesmo Cirlei, que e o meu proprio nome), um belo dia descobrimos que CIRLEI era uma patinha!
Linda,penas brilhantes,andar desengonçado e sempre vinha correndo quando eu a chamava para lhe dar milho todas as manhãs e fins de tarde. Eu achava que ela sabia q era CIRLEI e não que tinha sido condicionada a atender ao meu chamado para se alimentar!
Mãma não sabia qual era o nome da patinha,acho que pensava que ela não tinha nome. Quando descobriu lá veio a ladainha :não se pode por nome de gente em animais...mesmo que seja o da gente...não presta! Eu fiz pé firme,não mudei o nome da minha patinha,mas misteriosamente um belo dia CIRLEI sumiu...acho que foi pra panela...
E eu que já andava sonhando com a ninhada de patinhos que Cirlei ia me dar...

Chorei muito e nunca mais ganhei outro patinho!
Inté!

domingo, 15 de abril de 2012

Primeiros Passos




Antes de eu ser 'blogueira' eu seguia Out and About, Out and About jr , Lost in Japan,Os trigemeos,religiosamente.
Muitas vêzes procurava blogs sobre viagens quando planejava viajar para algum lugar,mas hoje meus horizontes aumentaram e tenho conhecido muitos amigos virtuais.
Lost in Japan me encanta por mostrar a cultura do Japão,as musicas,as flores,os lugares...

Os trigemeos me fazem recordar as peripécias de minhas netinhas,as crianças são muito parecidas em qualquer lugar do mundo,e,por sorte,mesmo tendo vivido em lugares bem distantes,as atividades dos trigemeos e de minhas netas, são parecidas: marshmallow assados no fogo,passeios pela floresta,passeios de bicicletas,brincadeiras na neve e as vovós indo do Brasil para visita-los e,ajudar os pais durante as férias escolares...eita vida que se repete...
Quanto ao Out and About e Out and About Jr vou lá pra ler e 'bisbilhotar' a vidinha delas e muitas vêzes dar 'pitacos',como não poderia deixar de ser...
Desejo transformar este blog em algo interessante que possa refletir tudo que vivenciei e sobre as muitas experiências que minha filha me incentivou a viver ,principalmente nas muitas vêzes que vivi na casa dela na Australia,Nova Zelandia e Dubai,onde tudo era diferente e maravilhoso!

A cada dia eu testava meus limites e voltava para casa feliz da vida por ter feito novas descobertas.
Beijos. Inté!

sábado, 14 de abril de 2012

Uma coisa de cada vez



Minha filha pequenininha,seis anos, e já no primeiro ano primário(na época o normal seria ela estar no pré primario e entrar com sete no primeiro ano),ela fêz meio ano de pré e qdo completou 6 lá foi a descompensada da mãe dela arrumar uma escola q a aceitasse...
Depois de muitas andanças consegui que a ESCOLA BATISTA a aceitasse(sou atéia),mesmo assim concordei com a idéia...
Só que ela encontrou dificuldade p juntar duas letrinhas...conseguia distinguir as letras do alfabeto,mas qdo eu juntava B+A ela não entendia q se formava a palavra BA.Assim foi até q a tia Dora,professora dela,conseguiu facilmente a façanha...
Muito tempo depois,aqui estou eu tentando aprender a fazer meu blog!!!E quem tá me ensinando? Minha filha! Com paciência(pouca) ela tenta 'a distância me ensinar...e lá vou eu aos trancos e barrancos tentando aprender...
Os tempos mudaram...a situação se inverteu...e eu me esforçando p aprender tecnologia q não conhecia na minha época e minha filha se esforçando para me ensinar!
Obrigada filha pelo esforço e paciência(pouca rsss...) que tem tido esses dias!
Acho q saiu meu primeiro post! O de apresentação! Tomara que eu consiga levá-lo adiante,vou me esforçar...Com calma vou aprender e dominar uma coisa de cada vez...
Até o próximo